Publicações

[em] Revista

12ª edição / Direito à informação

Transparência e acesso à informação no âmbito da administração pública, regulação da internet e da mídia em geral, prestação de contas pelos partidos políticos e os papéis do jornalismo e da ciência nas sociedades contemporâneas são objeto de disputas e debates decisivos para o futuro das democracias.

Nas próximas páginas, o leitor interessado em aprofundar conhecimentos, testar convicções e explorar novas ideias encontrará análises, críticas, alertas e propostas forjadas em diversos contextos de atividade, da pesquisa em neurociências e ciência política à militância no Terceiro Setor.

Em meio ao avanço da cultura digital, da multiplicação de meios e redes de comunicação, da explosão da oferta de informação, impõe-se o desafio de nortear o enorme potencial das tecnologias e práticas sociais emergentes rumo à revitalização da política, à ampliação da liberdade e à disseminação da justiça social. E a luta por essas causas exige um olhar renovado sobre aspirações e direitos legítimos, mas muitas vezes conflitantes, como liberdade de expressão e informação, direito autoral e à privacidade, segredos de Estado e controle social.

 

Não temos dúvida de que os crescentes clamores por mais transparência e accountability têm grande potencial para aperfeiçoar a democracia e a administração pública. Mas, como aponta Ivan Krastev na entrevista que abre esta edição, se essa luta por visibilidade e responsabilização não for acompanhada por projetos coletivos propositivos e inspiradores, pode produzir uma concepção estéril da atividade política. Risco semelhante diz respeito à atual enxurrada de oferta de informação, que, por si só, não garante que a humanidade rumará por caminhos mais sábios, sustentáveis e felizes. Na falta de projetos, individuais e coletivos, que deem parâmetro e sentido à produção, troca e utilização de informação, a superabundância de oferta pode resultar em passividade e imobilismo.

 

Com esta publicação, neste ano em que completamos 35 anos de atividade, Rubens Naves – Santos Jr – Hesketh Escritórios Associados de Advocacia reforça seu compromisso com o aprimoramento da democracia brasileira, com a defesa e efetivação dos direitos da cidadania.

 

Leia a edição completa aqui.

 

Boa leitura.